Brasil propõe nos EUA que emergentes invistam em energias limpas

Ministro de Minas e Energia acredita no potencial para impulsionar a energia renovável em países latino-americanos e africanos

EFE |

O ministro de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, propôs hoje em Washington que os países emergentes invistam em energias renováveis para economizar e estimular o desenvolvimento.Zimmermann participou da cúpula ministerial sobre energias limpas que começou nesta segunda-feira e terminou hoje na capital americana com a participação de representantes de 24 países como Espanha, Índia, Rússia, China e Canadá.

O ministro disse acreditar que existe muito potencial para impulsionar a energia renovável em países latino-americanos como Peru, Colômbia, Argentina e Bolívia, assim como em nações africanas como a Nigéria.

O secretário de Energia americano, Steven Chu, disse em comunicado que o encontro de Washington servirá para dar um novo impulso às energias renováveis, o que por sua vez conduzirá a um maior crescimento, mais postos de trabalho e menos emissões poluentes.

    Leia tudo sobre: Energia limpaBrasilMárcio Zimmermann

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG