Brasil anuncia plano contra desmatamento no Cerrado

O segundo maior ecossistema do país já perdeu 48% de sua cobertura vegetal

EFE |

O Governo brasileiro anunciou nesta quarta-feira (15) um plano para prevenir e controlar o desmatamento e os incêndios no Cerrado, que representa 5% da biodiversidade do planeta e 22% da superfície do Brasil. A ministra do Meio Ambiente, Isabella Teixeira, explicou que a região do Cerrado, que se caracteriza por sua enorme diversidade de plantas e animais, é "um dos biomas que sofre mais ameaças no Brasil", especialmente devido aos incêndios, que têm relação direta com o desmatamento.

O Cerrado, o segundo maior ecossistema do país, atrás apenas da floresta amazônica, ocupa dois milhões de quilômetros quadrados em nove estados brasileiros, e, segundo dados oficiais, já perdeu 47,84% de sua cobertura vegetal, considerando sua área original, de 204 milhões de hectares. O plano prevê a criação de um grupo permanente de trabalho interministerial e tem como objetivo para 2020 aumentar as ações de controle e fiscalização do desmatamento, assim como também promover a difusão de práticas sustentáveis.

Além disso, outra das medidas contempladas no Plano de Ação é a diminuição do desmatamento ilegal nos arredores e dentro das unidades de conservação, assim como nas terras indígenas que existem no Cerrado. Nas últimas semanas, uma intensa seca que afeta a região centro-oeste do país destruiu cerca de dois milhões de hectares no Cerrado, onde há regiões nas quais não chove desde abril. Durante a Cúpula do clima da ONU, realizada em dezembro de 2009, o Governo brasileiro assumiu o compromisso de reduzir em 40% as emissões de gases poluentes provocadas pelo desmatamento do Cerrado.

    Leia tudo sobre: cerradodesmatamento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG