BP diz que válvula danificada já está fora de poço no Golfo

Empresa substituirá válvula e retomará perfuração de poço auxiliar

Reuters |

A BP retirou na tarde de sexta-feira uma válvula danificada de cima do seu poço acidentado no golfo do México, segundo um porta-voz da empresa.

"O 'blowout preventer' (válvula antiexplosão na boca do poço de petróleo) da (plataforma) Deepwater Horizon foi desacoplado com sucesso", disse o porta-voz Daren Beaudo. A operação ocorreu logo depois das 15h (hora de Brasília), segundo ele.

"Não há óleo saindo (do poço)", acrescentou.

A BP vai substituir a peça de 15 metros por uma válvula em bom funcionamento, e depois disso irá retomar a perfuração de um poço auxiliar a partir do qual injetará lama e cimento diretamente no reservatório de gás e petróleo a fim de "sufocar" definitivamente o poço.

O almirante reformado da Guarda Costeira Thad Allen, principal representante dos Estados Unidos envolvido na operação, disse que as autoridades estão monitorando o lento processo de erguer a válvula, que deve levar de 24 a 36 horas.

A empresa havia dito horas antes que, se as condições do tempo permitirem, a galeria auxiliar irá atingir o poço Macondo em meados deste mês. Faltam poucos metros de perfuração, que acontece 4.000 metros abaixo do leito marinho.

A válvula retirada na sexta-feira é crucial para as investigações sobre a explosão da plataforma, em 20 de abril, que matou 11 funcionários e deu início ao pior vazamento marítimo de petróleo da história.

Desde 5 de agosto, a BP havia conseguido interromper o vazamento, injetando cimento por cima do poço, e assim isolando o reservatório. A nova válvula deve assegurar que a estrutura suporte a pressão durante o prosseguimento da operação.

    Leia tudo sobre: vazamento de petróleoGolfo do MéxicoBP

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG