BP calcula em US$ 350 mi as tarefas de limpeza do óleo no Golfo do México

Apesar dos esforços, o poço continua derramando milhares de litros de petróleo no mar

EFE |

A empresa britânica British Petroleum (BP) estimou hoje em US$ 350 milhões o custo dos trabalhos de limpeza que realiza no Golfo do México devido ao vazamento de petróleo provocado pela explosão de uma plataforma petrolífera.

Desde que a plataforma Deepwater Horizon, propriedade da Transocean com concessão da BP, afundou em 22 de abril, dois dias depois de uma explosão que deixou 11 mortos, o vazamento de óleo provocado nas águas do Golfo chegou a 16,3 milhões de litros de óleo.

© AP
Pássaro coberto de óleo nada ao lado do navio Iron Horse, no local do acidente da plaraforma Deepwater Horizon

Até o momento, a empresa investiu cerca de US$ 100 milhões na perfuração de um poço alternativo para neutralizar o atual, onde aconteceu o derramamento a cerca de 3.965 metros abaixo do fundo do mar, e fechá-lo. No entanto, esses trabalhos poderiam se prolongar cerca de três meses e, por isso, os especialistas continuam estudando alternativas a curto prazo que detenham o impacto meio ambiental do vazamento.

O grupo britânico também ofereceu indenizações aos estados americanos afetados - Louisiana, Mississipi, Alabama e Flórida. Engenheiros da British Petroleum realizavam neste fim de semana a instalação de uma grande estrutura de aço e concreto para conter o vazamento de petróleo. A estrutura, que pesa cerca de 100 toneladas, desceu 1,5 mil metros ao fundo do mar, depois do que os técnicos da BP iniciaram as operações para instalá-la sobre o poço, cujo vazamento ameaça poluir o litoral dos estados da Louisiana, Mississipi, Alabama e Flórida.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG