Banco Mundial cria cargo para mudança climática

O britânico Peter Steer será enviado especial da instituição para questões relativas ao aquecimento global

EFE |

O Banco Mundial nomeou Andrew Steer como enviado especial para a mudança climática, um posto que tem como objetivo reforçar a participação do órgão nos foruns e nas negociações internacionais em torno deste tema.

O banco indicou hoje em comunicado que a nomeação de Steer se deve ao desejo dos países em vias de desenvolvimento que a instituição multilateral apóie seus esforços na hora de dar resposta à mudança climática e o desenvolvimento como um desafio.

Steer, um britânico que retorna ao Banco Mundial após ter ocupado durante três anos o posto executivo no Departamento de Desenvolvimento Internacional (DFID) do Reino Unido, apresentará em seu novo papel ao organismo internacional um profundo conhecimento técnico, financeiro e político da mudança climática.

O novo enviado especial para a mudança climática não é nenhum desconhecido para a instituição, já que ocupou vários postos dentro do grupo, como o de diretor de país para a Indonésia e Vietnã, e o de diretor do Departamento do Meio Ambiente.

Também foi diretor da equipe quando o Banco Mundial publicou em 1992 seu relatório sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, que foi apresentado na cúpula do Grupo do Rio. Em seu novo cargo, Steer, que terá a categoria de vice-presidente no banco, será encarregado pelo trabalho externo do banco sobre a mudança climática e impulsionará suas capacidades internas.

    Leia tudo sobre: banco mundialaquecimento global

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG