Autoridades tailandesas apreendem 4 peles de tigre enviadas por correio

Pacote continha peles e ossos do animal avaliados em 116 mil reais

EFE |

EFE
Na imagem uma das peles de tigre que seriam enviadas para o norte da Tailândia
As autoridades de alfândega de Hat Yai, no sul da Tailândia, apreenderam um pacote enviado por correio que continha quatro peles de tigre e vários ossos desse animal, informaram fontes oficiais nesta quinta-feira.

A carga, cujo valor supera US$ 63 mil (cerca de R$ 116 mil), tinha como destino a localidade de Mae Sai, no norte do país.

O diretor-geral de Alfândega da Tailândia, Somchai Poolsawasdi, se comprometeu a continuar com a investigação do caso durante uma entrevista coletiva nesta quinta em Bangcoc.

As autoridades atribuíram essa tentativa de contrabando via correio ao fortalecimento da aplicação da lei contra os traficantes nas rotas por estrada.

"Os traficantes devem ser investigados, presos e processados com todo o rigor da lei, só assim teremos alguma possibilidade de salvar esse animal da extinção", afirmou em comunicado Tim Redford, da Fundação Freeland.

Leia mais:
Indonésia liberta 600 tartarugas em operação contra tráfico de animais
Passageiro é pego com animais ameaçados de extinção, na Tailândia
Tartarugas raras são 'tatuadas' para evitar tráfico

Há 100 anos, cerca de 100 mil tigres selvagens viviam na Ásia, mas a destruição do habitat natural pelo desmatamento e a ação de caçadores reduziu o número para 3,2 mil exemplares atuais.

A China é o maior consumidor de tigres, cujas partes são utilizadas em infusões medicinais para, entre outros remédios, aumentar a potência sexual.

    Leia tudo sobre: animaistráfico de animais

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG