Aumento da temperatura do mar está matando corais da Indonésia

Mortandade de corais de província de Aceh, em Sumatra, que haviam resistido ao tsunami de 2004, preocupa cientistas

AP |

AP
Mergulhador examina corais em Aceh, Indonésia, que estão morrendo em velocidade alarmante
Corais que sobreviveram ao tsunami de 2004 estão morrendo devido ao grande aumento de temperatura nas águas do noroeste da Indonésia. Esta é uma das taxas mais altas já medidas. Conservacionistas afirmam ainda que a ameaça se estende a outros corais da Ásia.

Em maio, a Sociedade de Conservação da Vida Selvagem (WCS na sigla em inglês) enviou biólogos marinhos à província de Aceh, na ilha de Sumatra, quando a superfície da água chegou a uma temperatura de 34 graus Celsius -- 4 graus acima da média. Eles descobriram que o motivo das mortes dos corais estava no fato de as algas que habitavam o ecossistema haviam sido expelidas dos arrecifes. Pesquisas subseqüentes, feitas em parceria com a Universidade James Cook da Austrália e a Universidade Syiah Kuala da Indonésia, comprovaram que 80% destes corais morreram desde maio. O resultado do trabalho ainda não foi publicado em nenhum periódico científico.

Os cientistas afirmam que a velocidade e a extensão da mortandade parece ser maior do que em outros casos que ocorreram recentemente. Eles supõem que a causa esteja relacionada ao aumento de temperatura do oceano, que entre outras questões está relacionada ao aquecimento global.

"É uma tragédia não somente para um dos corais com maior biodiversidade do mundo, mas também para a população da região", afirmou Caleb McClennen, responsável pelo programa marinho na Indonésia da WCS. Ele também lembrou que muitas pessoas dependem da rica vida marinha da região para se alimentar e ganhar dinheiro através do turismo.

Uma tragédia atrás da outra
A formação de corais da região já havia sido atingida devido ao aumento de temperatura ocorrido entre 1997 e 1998. A situação deste ecossistema estava apenas começando a melhorar quando em dezembro de 2004 um terremoto na costa da Sumatra detonou o tsunami que matou mais de 230 mil pessoas em diversos países. O desastre danificou mais de um terço dos corais de Aceh. A boa notícia ficou por conta da boa dos corais terem se recuperado mais rápido do que o esperado, graças à colonização natural e à queda substancial na pesca ilegal na região.

O aumento de temperatura, segundo, foi chamado por Clive Wilkinson, coordenador da Rede Global de Monitoramento de Recifes na Austrália, de "combinação letal" para os corais, em especial quando continua por mais de um mês como foi o caso em 1998. "Estamos em um grande período que está quebrando todos os recordes de temperatura e estamos muito preocupados agora com as Filipinas, Taiwan e o sul do Japão", afirmou Wilkinson. "O que está acontecendo é muito sério".

    Leia tudo sobre: coraisindonésiaaquecimento global

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG