ANP investiga vazamento de óleo em terminal no RS

Agência está acompanhando trabalho de contenção do derramamento. Óleo chegou até a praia de Tramandaí no Norte do Estado

AE |

selo

A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) investiga o vazamento de óleo ocorrido na monoboia do terminal da Transpetro de Osório, na praia de Tramandaí, no litoral norte do Rio Grande do Sul, na quinta-feira, 26.

Um escritório da ANP está acompanhando o trabalho de contenção que está sendo feito pela Transpetro, juntamente com a Capitania dos Portos, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e da Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luiz Roessler (Fepan).

A Transpetro informou ter concluído na madrugada desta sexta-feira, 27, a limpeza da orla de Tramandaí. Segundo a empresa, apesar de "não existir mais indícios de óleo no mar, equipes de contingência permanecerão no local para o recolhimento de eventuais resíduos trazidos pela maré". A Transpetro criou uma comissão interna para investigar as causas do acidente. O volume estimado de óleo derramado é de 1,2 metro cúbico.

Leia mais:
Transpetro afirma ter concluído limpeza de praia no RS
Óleo vaza em terminal marítimo do Rio Grande do Sul
Vazamento de petróleo no mar da China é ainda pior que o esperado
ANP prepara mais uma punição contra Chevron
Óleo do vazamento vai para galerias pluviais de Duque de Caxias
Chevron diz que ANP não fez 'boa discussão técnica'

O vazamento ocorreu durante uma operação de transbordo de petróleo de um navio para a monoboia 602, seis quilômetros distante da costa. O óleo chegou à beira da praia no final da tarde e durante toda a noite 150 homens trabalharam na limpeza da areia. 

Os danos ambientais ainda não foram identificados. Um laudo será elaborado. Com informações da Agência Brasil

    Leia tudo sobre: vazamentoóleopetrobrastranspetro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG