Pacto representa primeiro sinal da comunidade internacional de que tentará cumprir os objetivos do Acordo de Paris para reduzir emissões de HFCs

Presidente da 28ª reunião das Partes do Protocolo de Montreal, Vincent Biruta fecha acordo para redução de gases
Unep/ Divulgação
Presidente da 28ª reunião das Partes do Protocolo de Montreal, Vincent Biruta fecha acordo para redução de gases

Quase 200 países chegaram neste sábado (15) a um acordo para limitar o uso de hidrofluorcarbonetos (HFCs), gases que estão entre os principais causadores do efeito estufa. 

O pacto foi acertado em Kigali, capital de Ruanda, e representa o primeiro sinal da comunidade internacional de que tentará cumprir os objetivos do Acordo de Paris. Segundo o que foi acertado, será definido um teto para as emissões de HFCs, que serão reduzidas gradualmente pelos países desenvolvidos, incluindo os Estados Unidos, a partir de 2019.

LEIA MAIS:  Temer desembarca na Índia para participar de reunião do Brics

Já as nações em desenvolvimento, como a China, maior poluidora do planeta, começarão a diminuir suas emissões a partir de 2024. Além disso, um pequeno grupo de países, entre eles Índia e Paquistão, pressionou para iniciar as reduções em 2028, alegando que suas economias precisam de mais tempo para crescer.

Os hidrofluorcarbonetos são gases muito usados em aparelhos de ar condicionado e refrigeradores. Além disso, são bastante presentes em aerossóis.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.