Estimativas sísmicas dizem que ilha afunda 30 centímetros a cada milênio e pode desaparecer em até 3 milhões de anos

A ilha de Santa Catalina, uma das principais atrações turísticas da Califórnia, está lentamente desaparecendo. No entanto, quem ainda não visitou o local não precisa se desesperar.

Veja cidades que podem desaparecer por causa do aquecimento global

Leia todas as notícias de Meio Ambiente

Segundo estimativas sísmicas, a ilha está afundando a um ritmo de 30 centímetros a cada milênio. Se o cenário estiver correto, ela sumirá somente daqui a cerca de 3 milhões de anos.

Apresentado em uma convenção da Sociedade de Sismologia norte-americana na cidade de Pasadena e coordenado por Chris Castillo, da Universidade de Stanford, o estudo ainda revelou que os movimentos das falhas geológicas de Santa Catalina poderão provocar tsunamis de consideráveis proporções em Los Angeles.

A cerca de 30 quilômetros da metrópole, o destino que recebe mais de 1 milhão de turistas por ano teve o seu fundo do mar mapeado, e os dados obtidos nesse processo mostram que o nível da costa variou 130 metros nos últimos 1 milhão de anos.

A ilha está localizada sobre diversas falhas, e um estudo mais amplo sobre os mecanismos que as ativaram no passado pode ajudar os sismólogos a entender por completo a disposição das placas tectônicas na Califórnia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.