Fotos de satélite da Nasa registram drásticas mudanças ambientais no mundo

Por BBC

compartilhe

Tamanho do texto

Impacto do derretimento de geleiras, represamento de águas e da urbanização podem ser vistos do alto ao longo dos anos

BBC

Vistas de cima, áreas enormes do planeta sofreram profundas transformações nas últimas décadas.

LEIA MAIS: Vida fora do planeta será descoberta em uma década, segundo a Nasa

Imagens da Nasa mostram como o derretimento de geleiras, lagos em extinção e cidades em expansão alteraram o seu redor, da China à América do Sul.

O projeto completo, chamado Images of Change (Imagens da mudança), pode ser visto no site climate.nasa.gov/state_of_flux.

Derretimento de geleiras, lagos em extinção e cidades em expansão são algumas das mudanças no ambiente terrestre documentadas pela Nasa. Imagens antigas e atuais mostram as diferenças: acima, a geleira de Qoris Kalis, nos Andes peruanos, vista em 1978 e em 2011, quando já havia se retraído completamente, deixando vazio um lago de cerca de 60 metros de profundidade. Foto: NasaSatélites da Nasa registraram diversos exemplos de efeitos da mudança climática, da urbanização e de desastres naturais ao redor do planeta. O Chile produz um terço do cobre mundial. A mina Escondida sozinha produz mais de 1 milhão de toneladas de cobre por ano. Seu impacto no deserto do Atacama pode ser visto na comparação das imagens de 1975 (tirada antes de a mina ser aberta) e de 2008. Foto: NasaA represa de Mirani, no sul do Paquistão, foi finalizada em 2006, para prover água potável, irrigação e energia elétrica. A imagem à esquerda mostra a região antes da construção da represa; à direita, a represa em 2011, com o avanço agrícola propiciado pela água. Foto: NasaO Chaco, no oeste do Paraguai (e que se estende à Bolívia e à Argentina), é uma vasta planície, que se torna um pântano na temporada de chuvas ou um deserto nos meses mais secos. Comparando imagens de satélite de 1977 e 2008, é possível ver um aumento considerável da agricultura (percebida pelas formas geométricas) na região. Foto: NasaMuitos lagos rasos e lagoas desapareceram de regiões costeiras no Mar Mediterrâneo. Mas o lago Ichkeul, na Tunísia, ainda é visitado por meio milhão de pássaros durante o inverno. A construção de represas reduziu o fluxo de água no lago, visto acima em 2001 e 2005. Foto: NasaEstas fotos de 1977 e 2011 mostram o crescimento de Pequim. Os tons azuis são edifícios e vias, e os tons vermelhos são as áreas de vegetação natural e agrícola. Foto: NasaQuarenta anos atrás, o Mar de Aral ficava repleto de barcos e pescadores - mas agora ele praticamente desapareceu. Ele começou a secar com a construção de represas e canais, a partir dos anos 1960, que impediram dois rios de abastecê-lo de água. Em 2000, o Mar de Aral do Norte já estava separado do Sul. Em 2014, o lado leste do mar já estava completamente seco. Foto: NasaImagens tiradas em 1972, 1992 e 2013 mostram a rápida expansão de Las Vegas, uma das cidades que mais crescem nos EUA. O projeto completo da Nasa, chamado Images of Change (Imagens da mudança), pode ser visto no site climate.nasa.gov/state_of_flux.. Foto: Nasa



Leia tudo sobre: nasameio ambientegeleiraslagoscidadesimages of change

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas