Dar migalhas de pão a patos pode prejudicar ecossistemas, dizem especialistas

Por BBC |

compartilhe

Tamanho do texto

Alimento pode estimular a proliferação de bactérias e algas nos rios, que podem envenenar outras espécies

BBC

Jogar migalhas de pão prejudica a saúde do animal e interfere no ecossistema dos rios
Thinkstock/Getty Images
Jogar migalhas de pão prejudica a saúde do animal e interfere no ecossistema dos rios

A prática pode parecer inofensiva, mas alimentar patos com migalhas de pão não só prejudica a saúde do animal, como também pode colocar em risco todo o ecossistema onde eles vivem, segundo estudiosos. 

Atirar migalhas de pão em uma lagoa ou em um rio é um ritual tão antigo que remonta ao século 19. 

Porém, de acordo com pesquisadores, uma dieta rica em pão ─ especialmente se este for feito de farinha branca (como o pão francês) ─ pode deixar as aves doentes e, em alguns casos, deformá-las.

Agora, ambientalistas estão alertando sobre os perigos da prática. Segundo eles, o alimento pode estimular a proliferação de bactérias e algas nos rios – que por sua vez, podem envenenar outras espécies e também atrair animais invasores. 

O pão facilita a formação das chamadas algas de superfície. Esses organismos produzem nitratos e fosfatos, liberando toxinas que prejudicam os peixes e exalam mau cheiro. As algas também impedem que a luz do sol chegue a plantas subaquáticas. 

Leia também: Mosquito invasor ameaça ecossistema da Antártida

Além disso, o pão comido pelas aves faz com que elas produzam mais fezes, potencializando esses mesmos efeitos. 

Cuidados

Os nutrientes do pão também estimulam a proliferação de outro tipo de alga, a alga filamentosa, que cresce de baixo para cima em correntes ou fios, desacelerando o curso dos rios e prejudicando ainda mais o meio ambiente.

"É claro que o pão não é a única coisa que causa problema", diz Richard Bennett, diretor de meio ambiente da entidade de proteção britânica Canal and River Trust. "Isso não seria um problema se alguém alimentasse os patos em um córrego, mas as pessoas costumam recorrer à prática em vilarejos e cidades". 

O pão em decomposição produz bactérias e atrai animais invasores, como ratos, cuja urina transmite leptospirose, doença que pode ser fatal em humanos. Molhada, a massa do pão também pode se tornar um ambiente propício para a proliferação do fungo aspergillus, que invade o pulmão dos patos, causando sua morte. 

Mas ninguém parece estar propenso a desistir de uma prática tão popular, especialmente entre as crianças. 

Para impedir o acúmulo de pão em uma determinada área ou trecho de água, Bennett recomenda que as pessoas joguem o alimento em um determinado local e depois caminhem 50 metros para atirá-lo novamente.

Segundo ele, a ação possibilita que mais de uma família de patos seja alimentada e reduz concentrações desnecessárias de algas, bactérias e fezes. 

"Alimentar os pássaros é algo que as pessoas têm feito por gerações e definitivamente não queremos desencorajá-las", diz Bennett. "Mas temos de refletir sobre como fazemos isso."

Leia tudo sobre: meio ambienteecossistemapatosmigalhaspão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas