Após perder o bico em ataque, tucano ganhará prótese de impressora 3D

Por BBC Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Quatro empresas constarriquenhas se voluntariaram a ajudar, garantindo que têm como criar a prótese para o pássaro ferido

BBC

Um tucano que perdeu a parte superior do bico depois de ser maltratado por jovens na Costa Rica deverá receber uma prótese a ser produzida em uma impressora 3D.

Leia todas as notícias de Meio Ambiente

Veterinária Carmen Soto cuida do animal, que ainda está em fase de crescimento
AFP
Veterinária Carmen Soto cuida do animal, que ainda está em fase de crescimento

Quatro empresas constarriquenhas se voluntariaram a ajudar, garantindo que têm como criar uma prótese para o pássaro ferido. As empresas afirmam que vão usar impressão 3D para criar a primeira prótese deste tipo na região.

Nos Estados Unidos, bicos protéticos foram criados para uma águia e um pinguim. O tucano macho, chamado Grécia, por ter sido encontrado na cidade de mesmo nome, na província de Alajuela, foi levado para um centro de resgate de animais em janeiro.

Fotos de seu bico mutilado causaram indignação ao circularam em jornais da Costa Rica e nas mídias sociais. Uma campanha para conseguir um bico de prótese levantou rapidamente milhares de dólares e uma série de empresas locais ofereceram ajuda.

Quatro delas, Elementos 3d, Ewa!corps, Publicidad Web and Grupo Sommerus, disseram nesta terça-feira estarem confiantes de que poderiam projetar uma prótese adequada para Grécia e ajustá-la em seguida.

Tucanos usam seus bicos para comer e também para regular sua temperatura corporal.

A veterinário Carmen Soto, que cuida de Grécia no centro de resgate Zoo Ave, disse que o tucano estava se recuperando bem e tinha até começado a comer por conta própria.

"A quantidade que ele consegue comer sozinho é muito pequena, por isso temos de ajudá-lo", disse ela.

O designer Nelson Martinez, um dos que se propuseram a ajudar a ave fornecendo um novo bico, disse que a prioridade é criar uma prótese que permita Grécia comer.

Ele disse ao jornal La Nación que sua equipe estava estudando o bico do tucano para chegar a um projeto adequado.

A ideia é criar um modelo que tenha "uma parte fixa e uma parte móvel para que possa ser limpo ou substituído, já que o tucano ainda está em fase de crescimento".

Martinez planeja criar diferentes modelos de bico.

Karley Fu, do Grupo Sommerus, disse ao La Nación que resta saber se Grécia aceitará a prótese.

Leia tudo sobre: tucanoeuala naciongreciamartinez

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas