Caçada a ursa com dois filhotes causa comoção na Itália

Por BBC |

compartilhe

Tamanho do texto

O animal chamado Daniza atacou uma pessoa em uma floresta na região alpina de Trentino, ferindo-a seriamente

BBC

As autoridades florestais da Itália estão tentando capturar uma ursa que feriu um homem há poucos dias no norte do país. O animal, batizado de Daniza, deverá ser separado de seus dois filhotes assim que seja encontrado, o que está causando comoção e protestos.

A ursa, chamada Daniza, atacou uma pessoa que colhia cogumelos em uma floresta na região alpina de Trentino, ferindo-a seriamente. Segundo cientistas, o animal estava provavelmente defendendo seus dois filhotes.

Daniza havia sido reintroduzida à natureza como parte de um projeto chamado Life Ursus, que a trouxe da vizinha Eslovênia.

Reprodução/Facebook
'Caçada' a ursa com dois filhotes causa comoção na Itália


Ela já tinha ferido uma pessoa dois anos atrás e, após a captura, deverá ser levada a uma área protegida e longe da civilização.

Já os seus filhotes deverão ficar na região alpina. Especialistas dizem que eles estão preparados para viver longe da mãe, e que o inverno não é muito rigoroso nessa área. Além disso, a floresta oferece alimento em abundância.

Protestos

A tentativa de captura e a separação dos filhotes da mãe ursa está causando uma onda de protestos na Itália. Um grupo criado na rede social Facebook para apoiar a permanência da ursa na floresta arrebanhou mais de dez mil partidários em poucos dias.

A hashtag #iostocondaniza ("Eu estou com Daniza", na tradução livre) se tornou uma das mais difundidas no twitter italiano.

"Capturar Daniza seria um absurdo, abatê-la seria um crime", protestou Michela Brambilla, deputada do partido Forza Italia, ex-ministra e presidente da Liga Italiana pela defesa dos Animais e do Ambiente.

A defesa dos filhotes teria sido "legítima", disse. Brambilla promete entrar com uma moção no parlamento italiano a favor da liberdade da ursa.

O partido de oposição Movimento 5 Estrelas criticou a "reação histérica" ao acidente na região alpina e conclamou as autoridades a cancelarem a ordem de captura da ursa.

"A vítima merece toda nossa solidariedade. No entanto, a ursa reagiu de maneira absolutamente natural", diz o partido em uma nota à imprensa.

Perigo

Especialistas do Ministério italiano do meio ambiente dizem, por outro lado, que a captura do animal é absolutamente necessária, já que Daniza põe em perigo a população local. O procedimento está de acordo com todas as normas internacionais, sublinha o ministério.

Aprisionar a ursa não é uma tarefa fácil, já que ela pode percorrer uma extensão de até 50 quilometros por dia. Ela tem uma coleira que transmite sinais de rádio, mas eles tem um alcance limitado.

Até agora, Daniza não caiu em nenhuma das armadilhas com carne e mel feitas pela polícia florestal.

Os ursos europeus estão ameaçados de extinção por causa de desmatamento, caça e desenvolvimento urbano.

Ambientalistas temem que ataques a seres humanos possam causar oposição ao projeto da província de Trento, que tem como objetivo aumentar a população de ursos na região alpina italiana.

Leia tudo sobre: ursoItáliacaçada

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas