Ilha com chão de estrelas: Conheça incríveis espetáculos da natureza pelo mundo

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Aurora boreal enche de cores Hemisfério Norte e fitoplânctons bioluminescentes criam espetáculo em areia nas Maldivas

Sinônimo de paraíso na Terra, a Ilha Vaadhoo, nas Maldivas, é conhecida por suas águas cristalinas e vida marinha abundante. O maior de seus encantos, porém, só é revelado à noite, sob efeito de bioluminescência.

Galeria: Conheça lugares incríveis que o aquecimento global pode varrer do mapa

O fitoplâncton, espécie de micro-organismo aquático, é bioluminescente e emite a cor azul nas areias e na praia. O fenômeno é semelhante ao do vagalume. À primeira vista, o efeito que a luz promove é semelhante ao de um céu repleto de estrelas. Confira este e outros espetáculos naturais:

Ilha Vaadhoo, Maldivas: as incríveis luzes da praia vêm da bioluminescência da luz emitida pelos fitoplâncton, micro-organismos aquáticos . Foto: Reprodução/YoutubeIlha Vaadhoo, Maldivas: fenômeno é semelhante ao dos vaga-lumes. Foto: Reprodução/YoutubeParque Nacional de Yellowstone, EUA: fundado em 1872, o local tem 890 mil hectares de fontes termais fumegantes, lagos cristalinos e cachoeiras. Foto: Wikimedia CommonsParque Nacional de Yellowstone, EUA: famoso por seus gêiseres e piscinas geotérmicas, o parque é um dos maiores da América. Foto: Reprodução/YoutubeCataratas do Iguaçu, Brasil: a formação do acidente geográfico das cataratas se iniciou há quase 200 mil anos. Parque recebe mais de 1,2 milhão de visitas por ano. Foto: Wikimedia CommonsCataratas do Iguaçu: em tupi-guarani, Iguaçu significa 'água grande'. Foto: Wikimedia CommonsCampos de tulipas, Holanda: o Keukenhof, ou 'jardim da cozinha', em tradução livre, fica em Lisse e é o maior do mundo. Foto: Wikimedia CommonsCampos de tulipas: o jardim cobre 79 hectares e milhões de bulbos de flores são plantados anualmente. Foto: Reprodução/YoutubeAurora boreal, Hemisfério Norte: as luzes deslumbrantes são formadas pelo choque de partículas de vento solar no perímetro magnético terrestre. Foto: Wikimedia CommonsAurora boreal: o fenômeno pode ser visto principalmente na Noruega, entre setembro e março, e nas Ilhas Svalbard, no Oceano Ártico. Foto: Wikimedia CommonsFlores de cerejeira, Coreia do Sul: em abril, a cidade de Changwon ganha charme especial com os cerca de 360 mil florescimentos. Foto: Wikimedia CommonsFlores de cerejeira, Coreia do Sul: a cidade celebra a beleza das árvores com o 'Cherry Blossom Festival' , que atrai mais de 1 milhão de turistas. Foto: Reprodução/YoutubeParque Nacional Katmai, EUA: lar de cerca de 2.200 ursos marrons, a reserva foi criada em 1918 para facilitar a preservação dos animais. Foto: Wikimedia CommonsParque Nacional Katmai, EUA: ao final de junho, o salmão vermelho nada contra a corrente e se torna presa fácil para os ursos. Foto: Reprodução/YoutubeMonte Yasur, Vanuatu: localizado na ilha de Tanna, o vulcão está em erupção quase continuamente desde ao menos o século 18. Foto: Reprodução/YoutubeMonte Yasur, Vanuatu: apesar das erupções frequentes, a ferocidade das explosões é bastante moderada. Foto: Reprodução/YoutubeMigração dos gnus, Tanzânia e Quênia: de abril a dezembro, gnus buscam pastos frescos e água para se alimentar e para o nascimento dos filhotes. Foto: Reprodução/YoutubeMigração dos gnus, Tanzânia e Quênia: além dos milhões de gnus, zebras e gazelas do norte também migram em busca de comida. Foto: Reprodução/YoutubeParque Nacional Glacier Bay, Alasca: há poderosas geleiras de até 4 mil anos, da Pequena Idade do Gelo. Foto: Wikimedia CommonsMigração das borboletas-monarca, México: no outono, milhões delas iniciam viagem de até 4 mil km do Canadá e EUA até o México. Foto: Reprodução/YoutubeMigração das borboletas-monarca, México: por causa do grande número de borboletas, a Sierra Madre abriga Reserva da Biosfera, santuário para elas. Foto: Reprodução/YoutubeTemplo Galtaji, Índia: erguido em uma passagem da montanha Jaipur, o templo possui tanques de fontes de água natural e várias tribos de macacos. Foto: Reprodução/YoutubeTemplo Galtaji, Índia: a maior parte dos macacos são da espécie langur, extremamente amigáveis. Foto: Reprodução/YoutubeGarças migratórias, EUA: cerca de 350 mil delas se reúnem no início da primavera, geralmente em março, às margens do rio Platte, Nebraska. Foto: Wikimedia CommonsPerseidas: anualmente, entre julho e o final de agosto, a Terra gira através de detritos espaciais, que causam o espetáculo no céu à noite. Foto: Reprodução/YoutubeTornado de barracudas, Malásia: um dos destinos preferidos dos mergulhadores, a área tem mais de 3 mil espécies de peixes e centenas de corais. Foto: Reprodução/Youtube


Leia tudo sobre: naturezaeuabrasilvulcaopraia

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas