Cientistas fazem sapos brilharem para proteger espécie em extinção

Por BBC Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Quantidade mínima de silicone fluorescente é injetada logo abaixo da pele do anfíbio para marcar o sapo

BBC

Cientistas do Zoológico de Chester, na Grã-Bretanha, desenvolveram uma forma de rastrear um anfíbio raro e ameaçado de extinção injetando um composto fluorescente na criatura.

Conheça a home do Último Segundo

A espécie escolhida é um pequeno sapo da Ilha de Madagascar, no Oceano Índico, o Mantella aurantiaca.

Uma quantidade mínima de silicone fluorescente é injetada logo abaixo da pele do anfíbio para marcar o sapo. O composto é injetado logo abaixo da pele em uma das pernas, para que o sapo não seja visto pelos predadores.

Depois de testar o composto no zoológico, a equipe de cientistas vai para Madagascar marcar e rastrear os anfíbios em seu habitat.

Assista ao vídeo:


Leia tudo sobre: saposbrilhantescientistasespécieextinção

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas