Viena exibe panda nascido em rara procriação natural

Por Reuters * |

compartilhe

Tamanho do texto

Foi a terceira vez que essa espécie ameaçada se reproduziu naturalmente na Europa

Reuters

Zoológico Schoenbrunn
Filhote está aninhado na pata da mãe. É raro que esses animais se reproduzam naturalmente


Com 100 gramas de peso, 10 centímetros de comprimento, pele rosada e tufos de pelos brancos, o mais novo panda do zoológico de Viena foi apresentado, agarrado à mãe, após um raro nascimento natural da espécie em cativeiro.

O zoológico Schoenbrunn divulgou fotos em que o filhote aparece aninhado na pata da panda gigante Yang Yang, e depois sendo carregado pela boca da mãe. Funcionários disseram que essa foi apenas a terceira vez em que a espécie ameaçada se reproduziu naturalmente na Europa.

Os outros dois filhotes também nasceram no zoo de Viena, mas hoje vivem na China, país de origem dos pandas.

Cuidadores se mantêm à distância para não perturbar mãe e filhote, cujo sexo ainda não foi identificado.

"Embora estejamos naturalmente muito felizes, devemos continuar realistas. O índice de mortalidade para os pandas gigantes é de cerca de 40 por cento no primeiro ano", disse Dagmar Schratter, diretora do zoo.

Yang Yang e o filhote, que nasceu na quarta-feira, passarão os próximos meses na caixa de procriação onde o parto aconteceu. O público ficará sem acesso ao espaço dos pandas até segunda ordem.

Estima-se que haja 1.600 pandas na natureza, e outros 300 em cativeiro, a maioria na China. A reprodução em cativeiro é difícil, porque o período fértil da fêmea é de apenas dois ou três dias por ano.

*Por Georgina Prodhan

Leia também:

Panda gigante tem gêmeos na China

Veja: Sete filhotes de panda são fotografados juntos pela primeira vez

Panda gigante da à luz após inseminação artificial em zoológico de Taiwan


compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas