Países pretende melhorar eficiência energética a partir de redes capazes de transportar mais energia verde

Reuters

Os Estados Unidos e a China, os dois maiores emissores mundiais de gases do efeito estufa, concordaram na quarta-feira (10) com cinco iniciativas para reduzir a emissão de carbono das principais fontes, incluindo veículos pesados, indústrias e usinas a carvão, disse o Departamento de Estado norte-americano.

Mulheres usam máscaras em Pequim por causa da poluição (foto de arquivo janeiro de 2013)
AP
Mulheres usam máscaras em Pequim por causa da poluição (foto de arquivo janeiro de 2013)

O grupo de trabalho sino-americano sobre mudança climática, formado em abril por funcionários dos dois países, atuará com empresas e organizações não-governamentais (ONGs) para desenvolver até outubro planos para a implantação de medidas de combater às mudanças climáticas e para reduzir a poluição.

Leia mais:
Obama anuncia plano para reduzir emissão de gases do efeito estufa
Brasil é responsável por 52% dos gases do efeito estufa na América Latina
Cientistas confirmam que aquecimento global intensifica enchentes

As iniciativas também buscam melhorar a eficiência energética, a coleta e gestão de dados sobre emissões, e promover redes elétricas que sejam capazes de transportar mais energia proveniente de fontes renováveis.

Veja no infográfico: Como ocorre o aquecimento global

As medidas foram oficializadas durante a reunião do Diálogo Estratégico e Econômico EUA-China, realizado na quarta e quinta-feira, no Departamento de Estado norte-americano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.