Panda gigante tem gêmeos na China

Por AP |

compartilhe

Tamanho do texto

Espécie está criticamente ameaçada de extinção por conta da caça ilegal e da urbanização

AP

Reuters
Filhote fêmea de panda gigante nasceu com 79,2 gramas. O outro gêmeo ainda não foi analisado pelos veterinários

Uma panda gigante deu à luz pandinhas gêmeos, o primeiro par dessa espécie ameaçada em extinção a nascer no mundo este ano, de acordo com um centro de preservação da vida selvagem no sudoeste da China.

Veja: Sete filhotes de panda são fotografados juntos pela primeira vez

O Centro Chinês de Pesquisa e Preservação do Panda Gigante localizado na província de Sichuan divulgou que a panda Haizi, pariu os dois filhotes no último sábado (22), com um intervalo de 10 minutos entre cada um.

Funcionários do centro, que faz parte da Reserva Florestal de Wolong, afirmaram que um dos filhotes é uma fêmea de 79,2 gramas. Nada se sabe sobre o outro filhote porque Haizi não o soltou desde o nascimento e não permitiu que ele fosse tirado dela para ser examinado.

Leia mais:

Programa de reprodução em cativeiro visa salvar espécies em extinção

Iguanas nascem em cativeiro pela primeira vez em 11 anos

Pandas gigantes se reproduzem com grande dificuldade – as fêmeas ficam férteis por apenas dois ou três dias por ano. Estima-se que a população desses animais na vida selvagem não supere 1,6 mil indivíduos. Eles são extremamente ameaçados de extinção pela caça ilegal e pelo desenvolvimento urbano. Mais de 300 pandas gigantes vivem em cativeiro, a maior parte em programas de reprodução chineses.

Leia mais notícias de Meio Ambiente

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas