Filhote de suçuarana é resgatada no interior do Amazonas

Por Elioenai Paes , iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

O animal de cinco meses está sendo cuidado pelo Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) e espera que um zoológico o adote

Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas)
Filhote de apenas 5 meses vivia como animal doméstico e foi resgatado pelo Centro de Triagem de Animais Silvestres

Uma suçuarana fêmea de cinco meses foi resgatada em cativeiro no interior do Amazonas. O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) fez o resgate do bicho, que estava sendo tratado como animal doméstico.

O felino não poderá voltar ao seu habitat natural porque já passou por cativeiro, o que impossibilita sua sobrevivência fora dele.

Leia também:
Como em 'Bambi', filhote órfão de veado faz amizade com coelho nos EUA
Tamanduá é encontrado dentro de cano
Filhote de suçuarana é resgatado em fazenda de Goiás
Médico ajuda bebês elefantes órfãos a superar traumas

Gretchen, como a filhote foi batizada agora ganhou um lar provisório, ela foi enviada para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) de Rondônia e aguarda que um zoológico ou alguma instituição especializada a adote.

A oncinha é alimentada com duas porções de 200 gramas de carne misturada com leite ao dia. Quando ela estiver maior, a partir dos seis meses, o leite será excluído e ela será somente carnívora.

Há cerca de um ano houve um caso parecido no Cetas, centro implantado pela usina Santo Antônio Energia. Uma outra suçuarana macho, batizada de Dodge, foi encontrada pelo Ibama a partir de uma denúncia. Hoje o animal se alimenta com seis quilos de carne por semana, sendo divididas em três porções diárias – e seu peso é de mais de 30 quilos.

Veja mais fotos da filhote:

A oncinha foi batizada de Gretchen. Foto: Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas)Ela tem apenas cinco meses de idade. Foto: Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas)A filhote ainda está em processo de desmame. Foto: Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas)O Centro de Triagem de Animais Silvestres está cuidando do animal. Foto: Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas)Após os seis meses de idade, ela poderá ser adotada por um zoológico. Foto: Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas)


Leia tudo sobre: ciênciameio ambienteonça pardasuçuarana

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas