Australianos convivem com crocodilos no jardim

Por BBC |

compartilhe

Tamanho do texto

População dos répteis vem aumentando drasticamente desde a década de 70, quando a caça foi proibida

BBC

AP
População de crocodilos vem crescendo desde a década de 70

A população de crocodilos na Austrália explodiu nos últimos anos e já se tornou algo comum ouvir relatos de pessoas que se depararam com os répteis passeando por seus quintais ou rondando suas casas.

Por trás de uma cerca de metal, Harold, um crocodilo adulto de 4,6 metros de comprimento, me encara com olhos suspeitos.

Apesar da segurança, é inquietante estar tão perto de um predador amedrontador que não tira os olhos de mim.

Mas no Estado australiano de Território Norte, crocodilos de água salgada como Harold vem se multiplicando em riachos, rios e pântanos.

Os números da população da espécie estão de volta a níveis não vistos desde que a caça foi banida, em 1971. À medida que a população destes répteis aumenta, também cresce a ameaça a residentes e turistas.

Os ataques vêm aumentando. Em abril, um francês lutou com um crocodilo de dois metros que o abocanhou pela cabeça perto da cidade de Nhulunbuy.

Leia também:
Vídeo: Crocodilo ataca turista na Austrália
Morre maior crocodilo de água salgada em cativeiro no mundo
Homem consegue escapar após ter cabeça mordida por crocodilo

Há registros de ao menos uma morte por ano e pipocam histórias espetaculares de pessoas que escaparam por pouco de virar presa do réptil.

"Há crocodilos passeando nos quintais das pessoas", afirma Rachel Pearce, da Comissão de Parques e Vida Selvagem do Território Norte.

"Muitas pessoas vivem perto de riachos aqui e moram em casas grandes", diz ela. "Quando o nível da água sobe, os crocodilos vão para onde querem. Muito frequentemente eles vão parar nos quintais dessas dessas pessoas em busca de seus cachorros ou outras coisas".

Perto da sala
Um crocodilo de dois metros encontrado na entrada de uma casa, ao lado da sala de estar, perto da cidade de Darwin foi apreendido por um guarda-florestal que pulou por trás do animal para capturá-lo com segurança.

Autoridades recomendam que quem encontrar um predador desses ao lado de casa que fique longe da fera e peça ajuda a profissionais especializados imediatamente.

Estima-se que cerca de 80 mil crocodilos habitem na região de Território Norte e 50 mil estejam em Queensland e Austrália Ocidental. Cientistas acreditam que os números estejam se estabilizando depois do aumento registrado desde que caçadores foram forçados a aposentar seus rifles há mais de 40 anos.

O número de crocodilos na área conhecida como Austrália tropical já é comparado à população de Darwin, capital do Território Norte, onde autoridades estão concentrando esforços para proteger residentes e turistas.

A maioria das vítimas não são turistas, que ignoram as placas de advertência e acabam entrando em apuros, mas os residentes.

Para muitos, nadar em rios e riachos da infância está fora de cogitação.

Leia tudo sobre: crocodiloaustráliacaçaconservação

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas