China da aval para construção de hidrelétrica, apesar de impacto ambiental

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Maior represa de hidrelétrica do país, com 314 metros de altura, vai afetar peixes raros e a flora da região, além de reserva natural

Reuters

O Ministério do Meio Ambiente da China deu aval para a construção do que será a maior represa de hidrelétrica do país, apesar de reconhecer que ela terá impacto em plantas e em peixes raros.

A represa, com uma altura de 314 metros, servirá a usina de Shuangjiangkou no rio Dadu no sudoeste da província de Sichuan.

A ser construída ao longo de 10 anos por uma subsidiária da empresa de energia estatal Guodian Group, espera-se que a unidade custe 24,68 bilhões de iuanes (4,02 bilhões de dólares).

Leia também: 
Represa chinesa das Três Gargantas alcança pleno rendimento
Estudo descobre 78 novas espécies de peixes no Rio Madeira

O ministério informou em comunicado divulgado no final da terça-feira que a avaliação de impacto ambiental reconheceu que o projeto terá impacto negativo em peixes raros e na flora da região, além de afetar uma reserva natural local.

Os desenvolvedores do projeto, de acordo com a pasta, prometeram adotar "contramedidas" para mitigar os efeitos. O projeto ainda precisa do aval formal do Conselho de Estado, o gabinete chinês.

A China quer elevar a parcela de combustíveis não-fósseis em seu mix energético para 15 por cento até 2020, contra 9,4 por cento em 2011. A energia hidrelétrica deve fazer a maior contribuição para esse esforço.

(Reportagem de David Stanway)

Leia tudo sobre: hidrelétricachinareserva

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas