Chuva apaga incêndio em reserva ecológica no Rio Grande do Sul

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Condições meteorológicas favoreceram e fogo foi extinto na Estação Ecológica do Taim, no sul do Estado

Agência Estado

O fogo que consumia a vegetação da Estação Ecológica do Taim desde o início da semana passada foi extinto pela chuva nesta quarta-feira. O fogo teria sido provocado por um raio no dia 26 de março e, desde então, queimou cerca de 5 mil dos 34 mil hectares da reserva, um santuário ecológico localizado no sul do Rio Grande do Sul.

As chamas vinham sendo combatidas por uma equipe de brigadistas que usava dois aviões para despejar água e também tentava contê-las por terra, enfrentando dificuldades pelas constantes trocas da direção do vento.

O Taim abrange uma área de 32 mil hectares, entre os municípios do Rio Grande e de Santa Vitória do Palmar.

A Reserva Ecológica do Taim abriga cerca de 30 espécies de mamíferos e 250 de aves. O local está na rota de várias espécies de animais migratórios, principalmente aves vindas da Patagônia. Lá, elas descansam, fazem ninhos e se desenvolvem antes de seguir viagem. A principal ave da reserva é o cisne-de-pescoço-preto, o único cisne verdadeiro do continente sul-americano.

 

Leia tudo sobre: reserva ecológica do taimincêndioreservars

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas