BNDES destinará R$ 65 milhões a inventário da Amazônia

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Recursos permitirão monitoramento e aprimoramento da gestão dos recursos florestais e ajudará na definição de políticas públicas

Agência Estado

Agência Estado

O Fundo Amazônia, gerido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), financiará com R$ 65 milhões o Inventário Florestal Nacional no Bioma Amazônia, que será concluído em 48 meses. O diretor da Área de Meio Ambiente do BNDES, Guilherme Lacerda, e a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, assinaram nesta quinta-feira (24) o contrato de repasse dos recursos para o Serviço Florestal Brasileiro.

Leia:
Noruega libera mais US$ 178 mi para o Fundo Amazônia
Fundo florestal investirá até R$ 2 milhões em fomento na Amazônia

Os recursos são não reembolsáveis, ou seja, não se trata de operação de crédito. Segundo o BNDES, o inventário possibilitará o monitoramento e o aprimoramento da gestão dos recursos florestais e, sobretudo, acesso às informações necessárias para subsidiar a definição de políticas florestais e de seus planos de uso e de conservação. Ademais, permitirá o conhecimento dos estoques de biomassa e carbono, da biodiversidade, da vitalidade e saúde das florestas e, adicionalmente, o modo como vive a população que habita a floresta.

De acordo com o banco, o Fundo Amazônia já aprovou 36 projetos, no valor de R$ 440 milhões, voltados para atividades produtivas sustentáveis, desenvolvimento institucional de órgãos ambientais, regularização ambiental e fundiária e pesquisa e desenvolvimento. Os projetos aprovados abrangem 302 municípios.

Leia tudo sobre: amazôniabndesfundo da amazônia

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas