Navio pesqueiro é detido em Galápagos com 41 carcaças de tubarão

Embarcação de bandeira equatoriana entrou em reserva marinha com justificativa de "passagem inocente" por área protegida

EFE |

EFE

Divulgação/ Parque Nacional de Galapagos
Pesqueiro North Queen transportava a carcaça de 41 tubarões

Um navio pesqueiro com 41 carcaças de tubarões foi detido por autoridades do Parque Nacional Galápagos. O barco de bandeira equatoriana "North Queen" foi localizado a cerca de 40 quilômetros da ilha Isabela, o maior do arquipélago.

A embarcação havia entrado na reserva marinha do arquipélago de Galápagos com a justificativa de "passagem inocente" pela área protegida e onde é ilegal a pesca de tubarões.

Tubarão: predador em perigo

Em uma inspeção à embarcação foram encontrados mortos 41 tubarões de três espécies diferentes. Os 21 tripulantes do pesqueiro foram presos de maneira preventiva, até que se efetuem as investigações.

Em agosto as autoridades equatorianas detiveram um barco com 30 tubarões a bordo e prenderam 14 pessoas, enquanto em julho de 2011 interceptaram outra embarcação com 357 animais em seu interior , a maior carga confiscada no arquipélago nos últimos anos, e detiveram seus 21 tripulantes.

Veja outras notícias sobre Galápagos:
Morre em Galápagos "George Solitário", última tartaruga de sua espécie
Estudo redescobre tartaruga de Galápagos tida como extinta há 150 anos
Equador tenta evitar que aviões atropelem iguanas em Galápagos
Navio é interceptado com 357 tubarões na reserva de Galápagos

Galápagos, situado cerca de mil quilômetros ao oeste do litoral continental do Equador, deve seu nome às tartarugas gigantes que vivem ali e é considerado um laboratório natural que permitiu ao cientista inglês Charles Darwin formular sua teoria sobre a seleção natural das espécies.

Este arquipélago foi declarado em 1978 como Patrimônio Natural da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

    Leia tudo sobre: galápagostubarõesconservação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG