Quadrilha de caçadores mutila tigresa em zoológico na Índia

Caçadores entraram na jaula para matar o animal, mas fugiram com a chegada dos guardas do zoológico

BBC |

BBC

BBC
A caça ilegal e contrabando de partes do corpo de tigres são comuns na Índia

A polícia do Estado indiano de Arunachal Pradesh está à procura de uma quadrilha de caçadores que invadiu um zoológico de alta segurança na capital da região, Itanagar, para matar e mutilar uma tigresa.

Autoridades determinaram uma investigação sobre o incidente, que aconteceu na noite da última segunda-feira (24).

Leia mais:
Censo confirma que população de tigres siberianos se estabilizou
WWF destaca três países no comércio ilegal de partes de animais
Autoridades tailandesas apreendem peles de tigre enviadas por correio

No momento do ataque, os três seguranças que fazem a segurança do local estavam jantando.

Os caçadores entraram na jaula para matar a tigresa, mas, como os seguranças logo retornaram, eles tiveram de sair correndo, deixando para trás o corpo mutilado do animal.

A caça ilegal e contrabando de partes do corpo de tigres são comuns na Índia.

Em várias partes da Ásia, acredita-se que essas partes tenham propriedades medicinais.

Redução das populações
Nas últimas décadas, o número de tigres têm diminuído de forma alarmante na Índia.

De acordo com um censo de 2011, o país possui cerca de 1.700 tigres em estado selvagem. Há um século, o total era de 100 mil tigres.

A tigresa atacada em Itanagar tinha seis anos, de acordo com Zoram Dopum, chefe do zoológico da cidade.

Leia também:
Homem invade jaula de tigres em zoológico em Nova York e perde o pé
Jovem é encontrado morto em jaula de tigre no zoológico de Copenhague

Segundo autoridades indianas, essa não foi a primeira vez que caçadores invadiram um zoológico para matar tigres no país.

Em fevereiro de 2006, três tigres e um leopardo foram envenenados e um tigre morreu em outra região.

Em junho de 2006, 30 kg de partes de corpos de tigres - principalmente ossos e unhas - foram apreendidos no carro de um policial no Estado de Assam.

    Leia tudo sobre: tigreanimaiscomércio ilegalcontrabandoconservaçãozoológico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG