Novo material transforma calor em eletricidade

Apresentado como mais eficiente do mundo, material transforma entre 15% e 20% do calor residual em eletricidade útil e abre novas perspectivas para as energias renováveis

AFP |

AFP

Uma equipe de cientistas desenvolveu um material termoelétrico apresentado como o mais eficiente do mundo para transformar calor desperdiçado em eletricidade, uma inovação que abre novas perspectivas para as energias renováveis.

Infográfico: as energias alternativas 

O princípio da termoeletricidade consiste em reciclar o calor perdido, por exemplo no cano de escapamento dos carros, em eletricidade.

Mas o procedimento até agora tropeçava na ineficácia dos materiais termoelétricos.

Leia mais:
Estudo diz que ventos podem atender à demanda energética global
China concentrará crescimento mundial de energia renovável

O novo material desenvolvido pelos pesquisadores da Universidade de Northwestern (Evanston, Estados Unidos) e apresentado esta quarta-feira em artigo na revista britânica Nature permitirá transformar entre 15% e 20% do calor residual em eletricidade útil.

Os campos de aplicação são variados e incluem a indústria pesada (refinarias, usinas de carvão ou de gás) ou automotiva.

Químicos, físicos, engenheiros mecânicos e outros especialistas colaboraram para a fabricação deste novo material, que faz uso de nanoestruturas, e tem como base o telúrio de chumbo (PbTe), um semicondutor utilizado pela primeira vez para fornecer energia renovável, termoelétrica, para as missões lunares Apolo.

    Leia tudo sobre: energia renovávelinovaçãotermoelétrica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG