Órgão ambiental do governo americano afirmou que média de temperatura do ano ficou acima da média histórica em quase todos os estados

AFP

Onda de calor deste verão nos EUA fez com que país registrasse o ano mais quente de sua história
Reuters
Onda de calor deste verão nos EUA fez com que país registrasse o ano mais quente de sua história

A área continental dos Estados Unidos registrou o ano mais quente de sua história, com 47 de 48 estados apresentando temperaturas acima da média histórica, segundo informações oficiais divulgadas nesta segunda-feira (10).

A Direção Nacional Oceanográfica e Atmosférica dos Estados Unidos (na sigla em inglês, NOAA) disse que a temperatura média desde janeiro até agosto deste ano foi de 14,8 ºC (58,7 ºF), batendo o recorde de 2006 e ficando 2,2 ºC (4,0 graus F) acima da média de todo o século 20.

Leia também:
Onda de calor no leste dos EUA deixa regiões em estado de emergência
Onda de calor de 2010 na Europa foi a pior da história
Dados de satélite confirmam degelo recorde no Ártico
Terra deve enfrentar secas, ondas de calor e chuvas mais intensas
Cientista da Nasa diz que mudança climática é pior do que se esperava

Apenas Washington, no noroeste do Pacífico, teve temperaturas próximas a sua média, apesar do o estado, como a maioria do país, ter sofrido com um clima mais seco que o habitual, segundo a agência.

O verão de 2012 foi o terceiro mais quente na história do país. Em agosto, a temperatura média nos Estados Unidos continental foi de 23,6 ºC (74,4 ºF). Acima da média do século XX, foi o décimo sexto agosto mais quente, de acordo com os registros.

O planeta apresentou uma série de temperaturas recordes na última década. Os cientistas as atribuem à mudança climática derivada da produção industrial de dióxido de carbono, que causou aumento das temperaturas, além de uma maior frequência de desastres naturais.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.