Absorção de carbono também aumentou, diz estudo

Pesquisadores afirmam que embora emissão de CO2 cresça a cada ano, estocagem feita pela vegetação e oceanos quase dobrou nos últimos 50 anos

AFP | - Atualizada às

AFP

Getty Images
Florestas: absorção de CO2 por vegetação e também oceanos é amplamente vinculada à pressão do dióxido de carbono na atmosfera

As emissões de CO 2 crescem a cada ano, mas a vegetação e os oceanos, que absorvem cerca da metade do dióxido de carbono emitido, também estocam uma quantidade maior hoje do que no passado, segundo trabalhos publicados na edição desta quarta-feira da revista científica Nature.

"A absorção global em sorvedouros de carbono oceânicos e terrestres quase dobrou nos últimos cinquenta anos", segundo relatório elaborado por cinco cientistas da Universidade do Colorado (Estados Unidos), em Boulder.

Os sorvedouros de carbono definem os processos naturais que contribuem para retirar o CO 2 da atmosfera. Eles se referem principalmente aos oceanos, que estocam o carbono nas profundezas, aos vegetais e às florestas. A metade das emissões de dióxido de carbono é absorvida por estes sorvedouros.

O potencial e a evolução destes processos são tema de debate e estudos recentes sugerem uma diminuição de sua capacidade de absorção, indicaram os cientistas que insistem na importância de quantificar adequadamente estes fenômenos para prever melhor as evoluções do clima.

Ao analisar as medidas de concentração de carbono na atmosfera ao longo dos anos e levando em conta as emissões de origem humana, eles calcularam a absorção líquida anual mundial em terra e nos oceanos.

Segundo eles, esta absorção dobrou em cinquenta anos, passando de 2,4 bilhões de toneladas anuais de carbono em 1960 a 5 bilhões em 2010.

"A taxa de aumento do CO 2 atmosférico continua aumentando porque as emissões de origem fóssil se aceleraram, não porque os sorvedouros de carbono falharam", insistiu.

A absorção de CO 2 por florestas e oceanos é amplamente vinculada à pressão do dióxido de carbono na atmosfera e é lógico, até um certo limite, que o aumento das emissões de CO 2 provoquem um aumento da absorção destes sorvedouros, destaca o cientista.

    Leia tudo sobre: aquecimento globalco2efeito estufa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG