Filhote de panda gigante morre no zoológico de Tóquio

Panda que tinha apenas seis dias estava com pneumonia. A espécie tem uma das mais baixas taxas de natalidade entre os animais

BBC | - Atualizada às

BBC

selo

Um panda gigante recém-nascido morreu na manhã desta quarta-feira no zoológico de Tóquio com suspeita de pneumonia.

Uma funcionária encontrou o filhote deitado sem respirar no peito da mãe. Foi feita uma tentativa de reanimá-lo com massagem cardíaca, mas o panda bebê foi declarado morto uma hora depois.

O último filhote do programa de reprodução em cativeiro do zoológico de Tóquio havia nascido em 1988 e enviado à China.

Pandas gigantes têm uma taxa de natalidade baixa e a inseminação artificial é comum para espécies que estão em contato com o público.

Leia mais:
Britânicos criam 'túnel do amor' para tentar 1º acasalamento de pandas no país
Análise de hormônios explica dificuldade para reprodução dos pandas
Panda de zoológico americano está com gravidez psicológica
Pandas criados em cativeiro desafiam mundo selvagem na China

O filhote havia sido, no entanto, concebido naturalmente e seu nascimento, que teve uma grande cobertura da mídia, foi muito comemorado em todo o Japão.

O filhote ainda nem havia recebido um nome e passou o início da semana na incubadora. Ele havia voltado para os braços da mãe na terça-feira.

A mãe, Shin Shin, e o pai , Riri, foram trazidos da China pouco antes do tsunami do ano passado e ficaram famosos ao sobreviver a tragédia.

O zoológico de Tóquio gasta um milhão de dólares por ano com o casal.

    Leia tudo sobre: pandapanda giganteanimalzoológico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG