Problemas na Rio+20 põem em dúvida capacidade de organização do Brasil, diz 'FT'

De acordo com a publicação, as tarifas da rede hoteleira foram a causa da redução do número de líderes presentes na Conferência da ONU

BBC |

BBC

Sob o título "Gargalos representam golpe para Rio+20 ", um artigo do jornal britânico Financial Times (FT) desta sexta-feira lança dúvidas sobre a capacidade de o Brasil - e em especial do Rio - de garantir a infraestrutura necessária à Copa do Mundo e aos Jogos Olímpicos.

Veja a cobertura completa da Rio+20

De acordo com o jornal, a conferência da ONU jogou luz sobre a rede de hotéis e transportes da cidade. "Engarrafamentos entupiram a cidade, apesar de o governo ter declarado feriado escolar durante o evento" e delegações oficiais da Rio+20 "foram confrontados com preços de hotel extorsivos", diz o jornal.

O FT também coloca as tarifas de hotel como uma das causas da redução do número de líderes presentes à cúpula de 131 para 95. O jornal colheu depoimentos entre altos funcionários da ONU, que não se identificaram, fazendo críticas à capacidade de organização da cidade.

Um deles, chegou a dizer que as autoridades brasileiras "insistem em dizer que está tudo bem, quando não está". Respondendo às críticas, o embaixador André Corrêa do Lago do Ministério dos Negócios Estrangeiros, principal negociador do Brasil na Rio+20, diz ao jornal que "nenhum dos planos de infraestrutura no Rio de Janeiro foi feito para esta conferência. Está tudo planejado para 2014 e 2016, portanto, ainda há tempo."

Um outro entrevistado pondera que não haverá jogos da Copa do Mundo perto do Riocentro, onde a Rio+20 é realizada, o que colocaria por terra os argumentos do embaixador.

O jornal diz ainda que, apesar de tudo, alguns problemas de organização "proveram entretenimento". "Quando Robert Mugabe, (presidente) do Zimbábue, começou a falar na sessão de abertura da conferência, a às vezes errática tradução do inglês nas telas do Centro de Convenções brevemente descreveu-o como o presidente da 'República de O.J. Simpson (ex-jogador de futebol americano e ator acusado de ter matado a mulher em um famoso julgamento nos Estados Unidos em 1995.)' ".

    Leia tudo sobre: Rio+20Rio20

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG