Mariposa interrompe debate na Rio+20 e causa tumulto

Inseto sobrevoou sala de um dos pavilhões do Riocentro e pousou no casaco de uma mulher

Valmir Moratelli iG Rio de Janeiro |

Tudo transcorria muito tranquilamente no pavilhão T, anexo provisório entre os pavilhões 3 e 5 do Riocentro, no começo da noite desta quinta-feira quando... uma mulher que assistia a uma conferência começou a pular e gritar. Uma mariposa havia pousado em seu casaco. Era por volta das 19h.

Veja o especial da Rio+20

Os pavilhões do Riocentro são fechados, não há janelas. O que dificultou a saída do inseto. Um segurança da ONU conseguiu pegar a mariposa no chão, após um sobrevoo rápido pela sala. Com cuidado, ele a levou para fora do recinto, colocando-a no gramado. Um gaiato brincou com a situação. “Os animais resolveram vir de perto o que a gente anda propondo para a natureza”.

O debate, um dos painéis paralelos que acontecem com representantes da sociedade civil sobre sustentabilidade global, voltou a transcorrer sem problemas.

    Leia tudo sobre: Rio+20Rio20

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG