Brasil e Pnud assinam criação de centro mundial para desenvolvimento sustentável

Ministra do Meio Ambiente afirmou que será realizado um fundo de doações de 3 a 5 milhões de dólares e que Centro ficará, inicialmente, na UFRJ

Maria Fernanda Ziegler enviada ao Rio de Janeiro | - Atualizada às

AP Photo
Izabella Teixeira

O Rio de Janeiro vai ganhar o Rio+, centro mundial para o desenvolvimento sustentável. A Ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, e a administradora geral do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Helen Clark, assinaram nessa sexta-feira (22), a carta de intenções para o Rio+, como será chamado o centro.

Veja a cobertura completa da Rio+20

A ministra afirma que será realizado um fundo de doações de 3 a 5 milhões de dólares. “A ideia é captar recursos e o Ministério do Meio Ambiente vai fazer o primeiro depósito, de pelo menos 10% disso”, explicou Izabella durante o anúncio do novo centro.

A assinatura da carta marca a criação de um centro de referência para a promoção do Desenvolvimento Sustentável. “A decisão é imediata. O conjunto de iniciativas e ações deve estar concluído em 2014”, disse Izabella.

Veja as imagens da Rio+20

O Centro Rio+ ficará inicialmente no Instituto de Pós-Graduação e Pesquisa em Engenharia (COPPE/UFRJ), da Universidade Federal do Rio de Janeiro e será um articulador, segundo a ministra, “ desta rede em prol do desenvolvimento sustentável”. A intenção é que o centro seja um coordenador de ideias para ampliar a participação da sociedade civil, seguindo aquilo que foi feito nos diálogos sustentáveis, realizado no Riocentro, durante a conferência da Rio+20 .

Helen Clark disse que governos, setor privado e atores da sociedade civil serão capazes de utilizar este centro para aprender com as experiências dos outros, identificar pessoas e parceiros com experiências fundamentais, antecipar o planejamento e desenhar programas e políticas.

De acordo com a ministra, o centro será um legado da Rio+20. “ O centro nasce com o espírito de 92, mas com o olhar de Rio+40 ou Estocolmo+60".

    Leia tudo sobre: Rio+20Rio20

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG