Alemanha vê avanços na Rio+20, mas algumas expectativas frustradas

O ministro do Meio Ambiente da Alemanha, Peter Altmaier, disse que esperava que o Pnuma tivesse sido elevado a uma agência independente

Valor Online |

Valor Online

O ministro do Meio Ambiente da Alemanha, Peter Altmaier, disse hoje que algumas das expectativas sobre os resultados da Rio+20 não foram atendidas. Apesar disso, ele afirmou que houve avanços na conferência da Organização das Nações Unidas (ONU) para o desenvolvimento sustentável, que termina nesta sexta-feira no Rio de Janeiro.

Veja a cobertura completa da Rio+20

"Pela primeira vez todos os países concordam com o conceito de economia verde. Há uma mudança de paradigma", disse o ministro. "Mas algumas expectativas nossas não foram atendidas", completou.

Segundo Altmaier, a conferência não resultou em um ato concreto, mas apenas no entendimento entre os países de que é preciso definir critérios para tornar o modelo de produção e consumo mais sustentável.

Ele também esperava que o texto atual da Rio+20, "O Futuro que Queremos", elevasse o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) a uma agência independente da ONU. "Meu desapontamento mais importante é que a sociedade esperava uma ação concreta. Em 1992, a principal questão foi a proteção das florestas. Em 2002, foi a questão energética e o crescimento econômico. Em 2012, não temos uma questão concreta", afirmou Altmaier.

O ministro alemão, no entanto, destacou como positivo o engajamento de todos os governos, indústrias e da sociedade na busca por alternativas em favor do desenvolvimento sustentável.

Ele lembrou que os governos e as empresas estão estudando caminhos para financiar projetos que incluam a questão ambiental. "A China , com mais de 1 bilhão de pessoas, agora entendeu que a proteção ambiental é algo que não pode ser ignorado" ressaltou Altmaier. Ele disse ter ficado empressionado com a participação de organizações não governamentais (ONGs) chinesas no evento.

    Leia tudo sobre: rio20rio+20alemanha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG