Segunda jornada da Rio+20 começa com pedido de "ousadia" por parte da Guiana

Donald Ramotar, Presidente da Guiana, disse em discurso que desafios para mudança climática precisam de ousadia dos países envolvidos

EFE |

EFE

A segunda jornada da cúpula da Rio+20 foi iniciada nesta quinta-feira com o discurso do presidente da Guiana, Donald Ramotar, que, por sua vez, fez uma chamada à "ousadia" no estabelecimento de metas de desenvolvimento sustentável. Ramotar disse que "os desafios" da mudança climática requerem medidas "ousadas", no primeiro discurso da sessão plenária da Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável Rio+20.

Veja a cobertura completa da Rio+20

A ONU espera contar com a participação de aproximadamente 40 chefes de Estado e de Governo nesta jornada de conferência, entre eles os governantes da Colômbia, Bolívia, Equador, Cuba, Rússia, Honduras, Portugal, Itália, El Salvador, República Dominicana, Índia e Reino Unido. 

    Leia tudo sobre: RIO+20Rio20

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG