Índia pede ajuda dos países ricos para fazer mais pelo meio ambiente

Primeiro-ministro indiano discursou na quinta-feira na Rio+20

EFE |

EFE

O primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, afirmou nesta quinta-feira (21) na cúpula da Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável Rio+20 que seu país poderia fazer "mais" pelo desenvolvimento sustentável se os ricos oferecessem tecnologia e financiamento.

"Poderíamos fazer mais com disponibilidade tecnológica e financiamento, mas não recebemos muito apoio dos países ricos para este tipo de projetos e a crise piorou a situação", disse Singh.

O líder alertou para a necessidade "urgente" de soluções para a mudança climática devido à "rápida degradação" que está sofrendo a biodiversidade e o meio ambiente. Singh mostrou sua satisfação pelo fato da Rio+20 ter reforçado o princípio de responsabilidades comuns mas diferenciadas, que transfere aos maiores poluidores o principal papel na luta contra a mudança climática.

"O futuro que queremos é um no qual todos tenham espaço para a ecologia, a economia e o desenvolvimento sustentável. Vamos trabalhar em conjunto por esse futuro que desejamos", defendeu Singh. 

    Leia tudo sobre: RIO+20rio20

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG