Para Zukang, negociações da Rio+20 estão caminhando bem

Secretário Geral da Rio+20 afirmou estar confiante que conferência tenha resultados “razoavelmente satisfatórios”

Agência Brasil | - Atualizada às

Agência Brasil

O secretário-geral das Nações Unidas (ONU) para a Rio+20, o embaixador chinês Sha Zukang, voltou a afirmar hoje (17) que as negociações do documento final do encontro estão indo bem, apesar de divergências entre os países participantes. Até a última semana, nem metade do rascunho havia sido acordado.

Leia mais:
Documento do Brasil prioriza erradicação da pobreza, como iG adiantou
"Temos de ficar acima de interesses de curto prazo", diz Zukang, da Rio+20

“Acredito que as negociações estão indo bem no Brasil. Estou muito confiante em resultados razoavelmente satisfatórios que os lideres dos países e os chefes de Estado poderão assinar”, disse Zukang à imprensa, durante a reinauguração do Movimento à Paz, criado pelo artista Siron Franco e doado ao Brasil pela Comunidade Bahá'i na Rio92.

Perguntado sobre os compromissos que estão sendo assumidos por diversos setores, paralelamente às negociações da Rio+20, Zukang disse que eles são parte importante do legado da conferência e vão se somar aos esforços dos governos centrais.

“Todos devem trabalhar juntos. Não acredito que os governos possam fazer o desenvolvimento sustentável sozinhos, isolados. Certamente têm a responsabilidade de prover boas políticas, estratégias e ambiente para que todos os atores sociais possam se engajar.”

Zukang voltou a explicar que a economia verde é a solução encontrada para aliar a igualdade e a inclusão social com a defesa do meio ambiente.

Confira o especial sobre a Rio+20 

Também participaram da reinauguração do monumento o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, o secretário nacional de organização da conferência, ministro Laudemar Aguiar, o embaixador aposentado Flávio Perri, que coordenou a Rio92, além da Comunidade Bahá'i e do artista plástico Siron Franco.

Ao final, Paes e Zukang plantaram uma muda de pau-brasil, simbolizando “o nascer” dos novos compromissos assumidos na Rio+20 e reforçando os ideais do encontro de 20 anos atrás, a Rio92.

    Leia tudo sobre: rio+20rio20

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG