Criação de “Fundo verde” deve ajudar desenvolvimento sustentável do planeta

Ideia foi defendida no ciclo de Diálogos para o Desenvolvimento Sustentável, evento da Rio+20

Valmir Moratelli iG Rio de Janeiro | - Atualizada às

Desenvolvimento Sustentável como resposta às crises econômicas e financeiras, este foi o tema de um dos debates promovidos dentro da programação de “Diálogos para o Desenvolvimento Sustentável’, evento da Rio+20 onde especialistas debatem temas ligados à sustentabilidade, na tarde deste sábado (16), no Riocentro.

Leia mais: Brasil enxuga texto e exclui criação de fundo global para sustentabilidade

A argentina Marcela Benítez, da Responde Association, abriu a discussão falando sobre uma possível reforma tributária visando promover o desenvolvimento sustentável. “Temos que dividir os beneficios e prejuízos. A população precisa de maior conscientização ambiental. A pobreza dificulta isso. A reforma tributária poderia mudar parte desta realidade”, disse.

Em seguida, o alemão Caio Koch-Weser, presidente do Deutsche Bank Group, alertou que o mundo passa por uma necessidade de mudança de paradigmas para uma economia verde. A inglesa Kate Raworth, da Oxfam, defendeu então uma tributação sobre combustíveis poluentes. “Temos que tributar todos os combustíveis fósseis, ao invés de subsidiá-los. Com o dinheiro arrecadado, investir em novos paradigmas energéticos”, disse.

Para o professor americano Jeffrey Sachs, da Columbia University, a Rio 92 deixou três importantes legados: o tratado da defesa da biodiversidade, combate à desertificação e às mudanças climáticas. “Nenhuma delas, porém, alcançaram pontos importantes. Esses tratatos já não são importantes no mundo atual”, disse.

Todos foram enfáticos ao defender a criação de um fundo verde mundial, a partir da taxação financeira internacional, a fim de promover o desenvolvimento sustentável das nações. Após o debate, o público credenciado presente pôde votar entre dez propostas a serem levadas aos chefes de Estado na próxima semana. Além do fundo verde, foi defendida a promoção de reformas fiscais de proteção ambiental que beneficiem os mais pobres.

    Leia tudo sobre: rio+20rio20fundo global

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG