ANP autoriza uso de B20 em geradores da Rio+20

Mistura de óleo diestel com biocombustível será usada nos geradores de apoio da conferência de desenvolvimento sustentável da ONU

Agência Estado |

Agência Estado


selo

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) autorizou a utilização de biodiesel na mistura B20 (óleo diesel com 20% de biodiesel) nos geradores de energia elétrica de apoio da Rio+20 que funcionarão durante todo o evento, desta quarta-feira até o dia 22 de junho. Um comunicado da agência também estimou que serão consumidos mais de 2 milhões de litros de B20 nos dez dias da conferência.

Veja a cobertura completa da Rio+20

Esta é a segunda vez que o B20 é utilizado em geradores num grande evento no Rio de Janeiro. A primeira vez foi no Rock in Rio, realizado em setembro, na Cidade do Rock. O B20 também foi usado por trios elétricos em Salvador, no carnaval deste ano. Além disso, a ANP autorizou o seu uso em diversas frotas cativas (principalmente de ônibus urbanos), com excelentes resultados.

Leia também:

"Temos de ficar acima de interesses de curto prazo", diz Zukang, da Rio+20
Contratempos marcam 1º dia da Rio+20 no Parque dos Atletas
União Europeia espera que Rio+20 gere resultados ambiciosos e concretos
"Você poderia viver sem esse parágrafo?"
Dilma defende crescimento com respeito ao meio ambiente

Estudos sobre a questão de emissões de biodiesel, dentre os quais se destaca o trabalho da Environmental Protection Agency, segundo o qual o uso de biodiesel de soja, em um porcentual de 20% em óleo diesel fóssil, proporcionaria redução média de 10% na emissão de material particulado e de monóxido de carbono, e 20% de hidrocarbonetos. Essa mesma tendência no padrão de emissões foi indicada nos relatórios de uso experimental de biodiesel e suas misturas com óleo diesel entregues à ANP pela Companhia Vale do Rio Doce, COPPE/UFRJ e Usina Barralcool.

No Brasil, o uso mandatório ainda é o do B5, ou seja 5% de adição de biodiesel no diesel. Atualmente o setor opera com maior produção que demanda em função da mistura estar fixa em 5% e de um aumento necessitar da elaboração de um novo marco regulatório, o que ainda está em estudo. Segundo levantamento das entidades do setor, a oferta brasileira de biodiesel já seria suficiente para atender a uma mistura de 20%.

    Leia tudo sobre: rio20rio+20biodiesel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG