Desmatamento da Amazônia é o menor da história, diz ministra

Entre agosto de 2010 e julho de 2011 foram 6.418 quilômetros quadrados de área  desmatada

Reuters |

Reuters

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, anunciou nesta terça-feira que o Brasil registrou a menor taxa da história de desmatamento da Amazônia, segundo dados consolidados neste ano.

A área desmatada ficou em 6.418 quilômetros quadrados entre agosto de 2010 e julho de 2011, de acordo com comunicado divulgado em evento no Palácio do Planalto no Dia Mundial do Meio Ambiente.

"Tenho a honra de anunciar a menor taxa de desmatamento da Amazônia em toda a sua história", disse a ministra no evento. Essa é a menor taxa registrada na Amazônia Legal desde que o Inpe começou a fazer a medição em 1988, segundo o comunicado.

O anúncio foi feito às vésperas da Rio+20 , a Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, que será realizada este mês no Rio e vem sendo alvo de críticas, pois pode fracassar por falta de resultados relevantes.

Acompanhe a cobertura completa da Rio+20

"Tivemos em 92, 13.600 quilômetros quadrados (desmatados), tivemos um pico expressivo em 2004, com 27 mil quilômetros quadrados, e hoje ... consolidamos os dados com 6.418 quilômetros quadrados", acrescentou.

Leia mais:
Desmatamento no Mato Grosso dobra apesar da fiscalização
Mata Atlântica perdeu 133 km2 de área em 2011
Cacau toma lugar do gado no Pará para preservar floresta
Pastos respondem por 83% do desmatamento da Amazônia
Mudanças climáticas e desmatamento já alteram Amazônia
Desmatamento revela desenhos no solo da Amazônia

Segundo a ministra, esse dado representa menos da metade de 1992 e menos de um terço da maior taxa registrada em 2004.

Izabella acrescentou que os dados preliminares para o ano de 2012 apontam uma redução ainda maior no desmatamento.

"Em abril de 2012 (houve) uma redução de 51 por cento em relação ao mesmo dado do ano passado", disse a ministra.

"No acumulado de agosto até maio deste ano ... temos uma redução de 25 por cento em relação à menor taxa de desmatamento", afirmou.

"Continuaremos trabalhando, combatendo o crime ambiental, e mostrando que é possível sim crescer, incluir e proteger", acrescentou.

A ministra também anunciou que o Brasil reduziu em 30,4 por cento suas emissões globais de gases do efeito-estufa. O país tem uma meta voluntária de redução das emissões em 36,1 por cento até 2020.

"Nosso compromisso é para 2020. Nós estamos em 2012 e já chegamos a essa marca", disse.

    Leia tudo sobre: desmatamentoamazôniario+20rio20

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG