É natural ceticismo na Rio+20, diz diretor da ONU

Para Achim Steiner, do Pnuma, é natural que conferência seja encarada com ceticismo antes de seu início

Agência Estado |

Agência Estado

AE
Para Achim Steiner (ao lado de Gisele Bündchen e Izabella Teixeira), muitas conferências só dão certo no último minuto

Achim Steiner, diretor do Pnuma , agência da Organização das Nações Unidas (ONU) para o meio ambiente, disse nesta segunda-feira que é natural que a Rio+20 seja cercada de ceticismo.

"Dado o estado das negociações, o risco de não atingirmos acordos significativos que mudem as coisas de verdade é real. Mas muitas conferências dão certo só no último minuto", disse Steiner depois de um plantio simbólico de árvores no Green Nation Fest , na Quinta da Boa Vista, evento paralelo à Rio+20.

Leia a cobertura completa da Rio+20

Ele se referia ao fim das negociações em Nova York nas quais deveria ter sido traçada a lista de objetivos para a Rio+20 . A rodada foi encerrada na sede da ONU no fim de semana sem uma definição e agora os temas específicos só serão definidos em conversas já no Rio.

Leia também:  Dos 192 membros da ONU, 110 chefes de Estado confirmaram presença na Rio+20

Veja a agenda de eventos oficiais e paralelos da Rio+20

A modelo Gisele Bündchen também plantou uma árvore. Ela é embaixadora da boa vontade da ONU e participou de um encontro com crianças de escolas públicas, com Steiner e com a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira. "A coisa mais importante que a gente pode fazer é educar as pessoas e conscientizar a todos do que está acontecendo no meio ambiente", disse Gisele.

    Leia tudo sobre: GERAL

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG