Petroleiros relataram mancha de cerca de um quilômetro perto de plataforma operada pela Petrobras no campo de Jubarte

selo

A Capitania dos Portos do Espírito Santo verifica a extensão de um vazamento de petróleo na costa do Estado, afirmou a Marinha nesta quinta-feira. Segundo uma porta-voz do 1º Distrito Naval, no Rio, uma equipe foi enviada durante a manhã de hoje (17) ao local onde a mancha teria sido avistada, perto da plataforma P-57, operada pela Petrobras no campo de Jubarte.

Petroleiros voltando do trabalho relataram uma mancha de aproximadamente um quilômetro no oceano perto da plataforma P-57, operada pela Petrobras, segundo informou nesta quinta-feira (17) o jornal Folha de S.Paulo.

A Petrobras não tinha um comentário sobre o assunto, segundo a assessoria de imprensa.Representantes da Agência Nacional de Petróleo não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto.

Veja outras notícias de vazamento de petróleo:
Detectada mancha de óleo de 1km do vazamento da Chevron
Óleo vaza em terminal marítimo do Rio Grande do Sul
Vazamento na Bacia de Campos pode ser 10 vezes pior que o divulgado

O campo integra o chamado Parque das Baleias, área produtora da Bacia de Campos, a 80 quilômetros de distância do litoral. A Marinha não confirmou a extensão da mancha nem o quão próxima está da plataforma, pois mais informações ainda dependem da volta da equipe que investiga o vazamento.

(Com informações da AE e Reuters)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.