Comissão aprova construção de hidrelétrica na Patagônia chilena

Aprovação se deu em meio a protestos de ambientalistas contra a construção em zona de reservas naturais

AFP |

Uma comissão ambiental aprovou nesta terça-feira (8) a construção de uma nova central hidrelétrica na Patagônia chilena, que se somaria a outras cinco que estão a um passo de ser aprovadas definitivamente na mesma região, informou uma fonte oficial.

O projeto Rio Cuervo, da Energia Austral, um empreendimento conjunto das australianas Origin Energy e Xstrata Copper, busca gerar 640 MW e está situado em Puerto Aysén, na Patagônia chilena (1.600 km ao sul de Santiago).

"Todos os impactos significativos identificados foram respondidos satisfatoriamente com as medidas correspondentes de compensação e mitigação, diante disso a Comissão de Avaliação Ambiental aprovou de forma unânime a central hidrelétrica de Rio Cuervo", disse a governadora regional, Pilar Cuevas, que liderou a comissão.

Leia mais:
Protesto reúne 30 mil em Santiago contra represas na Patagônia
Chilenos protestam contra usinas hidrelétricas na Patagônia

O projeto completo contempla a construção de três centrais de represamento (Cuervo, Blanco e Cóndor), além de uma extensa linha de transmissão para levar a energia ao centro e norte do país.

Em pleno funcionamento, as três centrais terão uma capacidade de geração próxima aos 1.000 MW.

A aprovação do projeto se deu em meio a protestos de grupos ambientalistas, que rejeitam a construção de centrais hidrelétricas na Patagônia chilena, uma zona com grandes reservas de água e natureza quase inexplorada.

    Leia tudo sobre: chilepatagôniahiderlétrica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG