Ursos pardos fogem de jaula no Japão e matam duas idosas

Caçadores abateram seis animais e autoridades aconselharam que moradores de cidade no norte do país permaneçam em casa

EFE |

AP
Ursos são mortos em parque japonês após terem fugido da jaula e atacado duas idosas
Duas funcionárias de um parque japonês morreram nesta sexta-feira (20) após serem atacadas por ursos pardos que fugiram da jaula, informou a TV pública "NHK".

Depois do ocorrido, seis dos ursos foram abatidos por caçadores. As autoridades, no entanto, ainda investigam se há mais animais soltos e aconselharam os moradores do local, na província de Akita (norte), que não saiam de suas casas.

Leia mais:
Polícia mata 49 animais que escaparam após morte de dono de zoo nos EUA
Relatório: ataque de urso em Yellowstone poderia ter sido evitado
Zoo argentino causa polêmica ao permitir entrada em jaulas de tigre

As duas mulheres trabalhavam na área dos ursos do parque Nacional Towada-Hachimantai, a 20 quilômetros de Kazuno, ao norte de Akita. O corpo de uma das trabalhadoras, de 76 anos, foi achado no chão junto a uma das jaulas com uma mordida grande em uma das pernas, informou a polícia local.

As autoridades e outros funcionários encontraram a porta da jaula aberta e repararam que vários ursos pardos tinham fugido. Diante do fato, as autoridades alertaram os moradores da região a permanecerem em suas casas, fecharam estradas e espalharam patrulhas de policiais e bombeiros para procurar os animais em fuga.

Pouco depois foi achado o corpo da outra mulher, de 69 anos, também com mordidas. Ao menos seis ursos foram abatidos com armas de fogo por caçadores.

A fazenda de ursos de Towada-Hachimantai abrigava 32 ursos pardos. Em poucos dias, estava prevista a abertura aos visitantes, após a conclusão do período de fechamento anual, que se estende do fim de outubro ao fim de abril.

    Leia tudo sobre: japãoanimaisurso pardozoológico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG