Marinha: chance de gerador ter causado fogo é remota

Gerador a etanol que funcionava de modo experimental não teria relação com o acidente na Estação Antártica Comandante Ferraz

AE |

selo

A Marinha informou na tarde de hoje, por meio de sua assessoria de imprensa, que é remota a possibilidade de o gerador movido a etanol, que estava funcionando de forma experimental na Estação Antártica Comandante Ferraz, ter provocado o incêndio que destruiu o local . O equipamento foi desenvolvido pela Vale Soluções em Energia (VSE). A empresa é uma sociedade da mineradora Vale com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Leia também:
Nova base não ficaria pronta antes de três anos, diz arquiteta
Falha no sistema elétrico pode ter causado incêndio, diz embaixador
Acidente em base na Antártida expõe crise do programa brasileiro
Pesquisadores e militares que estavam na Antártida voltam ao Brasil
Chile oferece ajuda na reconstrução da base na Antártica
70% da estação na Antártida foi destruída pelo fogo, diz Marinha
Acidente expõe crise do programa brasileiro, diz pesquisador
Nova estação antártica terá segurança redobrada, diz Celso Amorim

Em janeiro, o Ministério da Defesa anunciou que, com a iniciativa, o Brasil tornou-se o primeiro país a gerar energia a partir de biocombustível na Antártida. O fogo que atingiu a estação brasileira no continente começou na praça das máquinas, onde funcionavam os geradores de energia da estação, e se alastrou rapidamente . Ainda não se sabe se o motogerador a etanol ficava nessa área nem se o equipamento foi atingido pelas chamas. Procurada, a Vale preferiu não comentar o assunto.

Leia os relatos:
“No começo, não achávamos que seria tão grave”

Militares mortos não acharam a saída da casa de máquinas, tomada pela fumaça
"Vi quando colocaram as máscaras para combater o fogo", diz militar
Pesquisadores e militares que estavam na Antártida voltam ao Brasil

Veja imagens da volta dos pesquisadores ao Brasil:


    Leia tudo sobre: comandante ferrazantártidaincêndio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG