Manuscrito medieval 'de valor inestimável' desaparece na Espanha

Escrito no século 12, manuscrito sobre o Caminho de Santiago é considerado um dos primeiros guias de viagem

BBC Brasil |

selo

Getty Images
Porta-voz da polícia disse que desaparecimento do Codex Calixtinus foi reportado na tarde da quarta-feira
Um importante manuscrito medieval considerado um dos primeiros guias de viagem do mundo desapareceu na quarta-feira da catedral espanhola de Santiago de Compostela.

O Codex Calixtinus , escrito no século 12, é um guia para a peregrinação no Caminho de Santiago, destino que voltou a ser popular nas últimas décadas após a publicação do livro de Paulo Coelho, O Diário de um Mago.

Uma porta-voz da polícia disse que o desaparecimento foi reportado na tarde da quarta-feira.
"Estamos investigando seu desaparecimento. Ele é geralmente guardado em um recinto ao qual menos de dez pessoas têm acesso", disse ela à agência AFP.

São Tiago
O Codex, considerado de valor inestimável, é uma coleção de textos, incluindo sermões, homilias e conselhos práticos aos viajantes.

Ele foi escrito na época do papa Calisto 2º, no século 12, que encorajou peregrinações e estabeleceu que seria considerado um ano santo todo aquele em que o dia de São Tiago, em 25 de julho, caísse no domingo.

A peregrinação acontece desde o século 9. Em 813 um eremita teria encontrado restos mortais que foram considerados de Tiago, um dos apóstolos de Jesus.

Os restos mortais são mantidos na catedral na cidade de Santiago de Compostela.

    Leia tudo sobre: históriasantiago de compostela

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG