Répteis australianos constroem tocas de arquitetura complexas para abrigar fêmeas e filhotes

A espécie Egernia kintorei é um arquiteto habilidoso
The New York Times
A espécie Egernia kintorei é um arquiteto habilidoso
Muitos animais constroem casas para seu sustento, mas ninguém imaginou que os lagartos estariam entre eles. Agora os pesquisadores descobriram que sáurios dos grandes desertos, lagartos que vivem somente no norte da Austrália, constroem e mantêm passagens subterrâneas elaboradas, onde vivem em grupos cooperativos de várias gerações.

Os lagartos, cujo nome científico é , são capazes de construir estruturas que são praticamente seus endereços fixos, com aproximadamente 6 por cento dos túneis desocupados a cada ano. As fêmeas tendem a ficar em casa-- somente uma foi encontrada em um sistema de toca diferente da de sua prole, e uma análise genética mostrou que aproximadamente 60 por cento dos machos são maridos fiéis. Os pais foram capturados no local ou próximos de onde residiam seus filhos. Os filhos também ficam em casa -- muitas das tocas contêm apenas irmãos com diferentes idades.

A maior quantidade de energia gasta para construir e manter as estruturas sugere que o comportamento impõe um grande valor de sobrevivência e os pesquisadores, que escrevem para a PLoS One, sugerem que esse cuidado paternal consciente fornece uma vantagem evolutiva quanto ao bem-estar. Até onde se sabe, a elaborada construção é exclusiva entre os lagartos, um grupo que contém pelo menos 5 mil espécies.

Adam Stow, um dos autores do estudo e conferencista sênior de biologia da Universidade Macquarie em North Ryde, Austrália, diz que pouquíssimas outras espécies de lagartos vivem em cavidades rochosas que não requerem manutenção.

Os hábitos dos sáurios do grande deserto são certamente conhecidos pelos habitantes da região árida central da Austrália, no território norte, mas não foram descritos cientificamente. “É uma parte tão remota da Austrália”, disse Stow, “que poucas pessoas vão até lá”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.