Inventor francês quer tornar banheiros mais ecológicos

Médico desenvolveu cabine biodegradável que absorve e congela líquidos, evitando contaminações

AFP |

AFP
Laurent Helewa mostra banheiro ecológico que tem sistema para absorver e congelar líquidos, evitando contaminações
Depois de terem inventado o bidê e popularizado os banheiros públicos, os franceses lançam agora os banheiros portáteis ecológicos. O lançamento será feito durante o 39º Salão Internacional das Invenções de Genebra.

Leves e fáceis de serem instalados, os banheiros biodegradáveis nasceram da mente do inventor francês Laurent Helewa, pouco depois da passagem do furacão Katrina em 2005 pela Louisiana e por Nova Orleans, que mergulhou a região no caos após o rompimento de um dique.

Helewa, médico de formação, lamenta que os banheiros sejam "um tema tabu", mesmo sendo "necessários para desastres naturais", explicou à AFP.

Como na Louisiana, ou, mais recentemente, após os terremotos devastadores no Japão ou no início de 2010 no Haiti, um dos principais problemas é "o acesso aos banheiros", já que sem eles "as pessoas fazem (suas necessidades) em qualquer lugar e isso gera epidemias de cólera", acrescentou o francês.

Para responder a esses riscos, o inventor desenvolveu uma cabine biodegradável pesando apenas dois quilos e que, em um minuto, se transforma em assento, dotado de um saco plástico.

No fundo do assento há um simples sistema para absorver e congelar os líquidos, limitando os riscos de contaminação.

Uma versão mais robusta também existe, oferecendo um assento que resiste a um peso de 200 kg durante 20 horas.

Esse último modelo foi testado por quatro Exércitos, assegura Mayer, que espera que sua invenção continua para a melhoria das condições sanitárias de milhares de pessoas vulneráveis no mundo.

Os banheiros patenteados também são destinados aos amantes de expedições, explicou o inventor.

Expostos em Genebra pela primeira vez, os banheiros estão entre as mais de mil inovações neste evento considerado o maior do mundo, por número de expositores (765), de países representados (45) e de visitantes (60.000 esperados em cinco dias).

Entre as invenções apresentadas este ano, está um sistema de troca de saltos de sapatos que permite as mulheres parafusar e desparafusar os saltos sem muito esforço, podendo escolher a altura apropriada para cada momento.

Quatro inventores da Espanha apresentarão um bracelete que vibra para que os doentes não se esqueçam de tomar seus medicamentos.

Dois inventores suíços desenvolveram um carrinho de supermercado cuja parte da frente pode ser aberta, permitindo retirar as compras com mais facilidade.

    Leia tudo sobre: Suíçatecnologiainvençãociênciaeconomia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG