Igreja americana vai reconstruir arca de Noé

Céticos criticam projeto de parque temático que inclui ícones bíblicos por ele apresentar história da Bíblia como fatos reais

iG São Paulo |

AP
Mike Zovath, um dos fundadores da igreja, quer provar que Noé poderia ter construído a arca
Seguidores de Noé estão reconstruindo sua Arca, escondidos em um canteiro de 3,24 km 2 em uma fazenda em Hebron, no estado de Kentucky, Estados Unidos. A Arca moderna, diferente do bíblico navio de madeira, não está sendo desenhada para resgatar animais de um dilúvio. Ela está sendo construída no intento de provar ao mundo de que a lendária inundação não é uma fábula, mas parte da história humana.

“A mensagem aqui é: a palavra de Deus é verdade”, disse Mike Zovath, diretor do projeto da arca. “Há muita dúvida se Noé poderia ter construído um barco tão grande ou se ele poderia ter colocado todos os animais no barco. Estas são perguntas que pessoas de todo o mundo fazem”.

A arca será a pedra fundamental de um parque temático religioso de 155 milhões de dólares chamado de Ark Encounter, que vai incluir outros icones bíblicos como a Torre de Babel.

É a expansão do Museu da Criação, a primeira atração ao grande público da igreja “A Resposta no Genesis” - igreja que toma os preceitos do Velho Testamento de maneira literal. O museu foi aberto em 2007 e ganhou a atenção do mundo por apresentar a bíblia como fatos históricos, desafiando a evolução e defendendo que a Terra foi criada há cerca de seis bilhões de anos.

AP
Parque temático com ícones bíblicos será construído nos Estados Unidos
“A arca tem uma proposta diferente do museu”, disse Zovath. “Ela não é sobre origem e evolução. Ela é sobre legitimidade da Bíblia começando com a arca no Gênesis”.

No quartel general da Arca em Hebron, um pequeno time de artistas e designers já está trabalhando na parte visual do novo parque, cuja construção se iniciará apenas no começo do próximo ano. A partir de então, serão centenas de pessoas trabalhando no projeto, inclusive uma equipe de construtores da seita Amish, que vão erguer a arca gigante. Muitas das pessoas que ajudaram a desenhar o museu também estão no projeto da arca, incluindo Patrick Marsh, que ajudou a construir algumas das atrações da Universal Studios, na Flórida.

Zovath disse que a arca terá detalhes do mundo antigo, como pinos de madeira no lugar de pregos, vigas de madeira e muitos animais – alguns vivos e outros robôs, como os dinossauros do Museu da Criação. Ele afirmou que ainda não foi determinado quantos animais vivos ficarão na arca durante as visitas, mas a maioria será empalhada ou eletrônica. Pelos cálculos de Zovath, Noé teria abordo de sua arca entre 2 mil e 4 mil animais.

Faz muito tempo que críticos à igreja afirmam que a atração vai converter seus visitantes ao criacionismo por questionar descobertas científicas sobre a história mundial. “Muitos acreditam que pelo criacionismo ser tão irracional e tão não científico que ninguém realmente acredita nele, mas isto não é bem assim”, disse Edwin Kagin, advogado no Kentucky e que preside a Grupo Nacional de Ateus. O novo parque será “tão pretensioso e bem feito que pode fazer com que as pessoas acreditem em qualquer coisa”, disse. 

(Com informações da AP)

    Leia tudo sobre: arca de noécriacionismoreligião

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG