Hominídeos habitavam a Índia há mais de um milhão de anos

Pesquisadores encontraram ferramentas no sul do país mostram que ancestrais humanos sairam da África antes do que se pensava

Alessandro Greco, especial para o iG |

Divulgação/Science
Ferramentas encontradas em Attirampakkam: provas de migração dos ancestrais do homem
Uma equipe formada por arquéologos e geólogos encontrou ferramentas no sul da Índia que comprovam que hominídeos habitavam a região há mais de um milhão de anos. Eles acharam cerca de 3,5 mil artefatos, incluindo mais de 70 machados de mão, talhadeiras, entre outras ferramentas de pedra da chamada cultura Acheuliana. Caracterizada por utensílios bifaces de pedra muito regulares, ela surgiu na África há cerca de 1,6 milhão de anos e depois se espalhou pela Europa e pela Ásia.

A descoberta, relatada na edição de hoje da revista Science, estabelece uma cronologia mais precisa de imigração de homínideos para fora da África. “Sendo conservador, acreditamos, que a idade [das ferramentas] acheulianas esteja entre 1,07 e 1,5 milhão de anos. Isto mostra que hominídeos que as faziam estavam presentes no sul da Ásia há pelo menos 1,07 milhão de anos atrás, o que é bem antes do que era aceito até então”, explicou ao iG Shanti Pappu, principal autora do artigo.

As ferramentas estavam no sítio arqueológico de Attirampakkam, no estado de Tamil Nadu, e para datá-las os pesquisadores usaram diferentes tecnologias. Uma delas foi verificar qual o pólo magnético de amostras dos locais em que foram encontradas as ferramentas. Ela se vale de um fenômeno conhecido como inversão do pólo magnético, ainda não bem entendido pelos cientistas, que literalmente troca o norte e o sul magnéticos do planeta. A última vez que ele ocorreu foi há 780 mil anos e, como as amostras tinham um polo diferente do usual, foi possível deduzir que os artefatos, que estavam enterrados embaixo delas, chegaram ali antes disso. “Ficamos muito felizes que nossa pesquisa tenha mostrado de forma conclusiva, com diferentes técnicas de datação, a idade das ferramentas”, afirmou ao iG Shanti.

Os pesquisadores não tem certeza, no entanto, de quem eram os usuários destas ferramentas. “Não encontramos fósseis humanos no sítio. Porém, baseado em evidências de outros sites Acheulianos na África e em outros locais, presumimos que era o Homo erectus ”, disse Shanti.

    Leia tudo sobre: ferrrmentascultura AcheulianaÍndiadatação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG